A nova gestão da Jornal Júnior trouxe novidades e já está com os projetos de 2011 “à todo vapor”

Por Lígia Ferreira

Aplicar o conhecimento adquirido e complementar a formação acadêmica na elaboração de releases, nas coberturas jornalísticas de eventos e nas palestras são uns dos principais objetivos que a Empresa de Júnior de Jornalismo da UNESP busca oferecer, por isso, a cada seis meses a Jornal Júnior se renova. Os velhos diretores saem para abrir espaço para novos adentrarem, assumirem seus cargos e fazerem parte desta equipe.

Mas, a equipe da empresa júnior de jornalismo não termina por aí. A empresa não funciona sem a participação dos trainees e dos repórteres. “Eu gosto muito de fazer parte da Jornal Jr., principalmente por causa das coberturas. A pressão, a correria de cobrir um evento, ir até lá, assistir, depois escrever a matéria em um prazo apertado é uma experiência ótima. A gente cansa mas aprende muito”, contou Regiane Folter, repórter há 6 meses da empresa.

Nesse primeiro semestre se iniciou uma nova gestão, composta por novos sete diretores, representados por alunos do 3º e 5º termo do curso de Jornalismo. Por enquanto, as coberturas que serão realizadas este ano são: a do Congresso de Jornalismo Cultural, do Congresso de Jornalismo Investigativo, da Semana Estado de Jornalismo, do Seminário Internacional de Comunicação e Censura, do 8º Encontro Nacional de História da Mídia, do Interdesigners e de Shows. Essa última, foi mais uma novidade trazida pela nova gestão. “A ideia é fazer a cobertura de shows com o intuito de mostrar o trabalho de um jornalista no backstage”, comentou Laura Luz, diretora de projetos da empresa.

O maior projeto da empresa é a Semana de Jornalismo 2011, que só acontece no segundo semestre, entretanto os preparativos já começaram. A busca por palestrantes e temas tem ocupado muito tempo da atual gestão. Além disso, a Jornal Jr. participará dos eventos acadêmicos já iniciados como Enejunesp (Encontro das Empresas Juniores da UNESP), Jornada Multidisciplinar, Expocom (Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação) e Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação). “Estamos programando também oficinas e palestras para o decorrer do ano e iremos continuar com os boletins Olhar e Dinâmica”, completou Laura.

Devido ao desenvolvimento desses projetos a atual gestão pretende propor aos alunos do curso de Jornalismo, a mudança da extensão da gestão de seis meses para um ano. Segundo eles, os projetos iniciados por uma diretoria acabavam atrasando e se confundindo nesse processo de troca de gestão. “Em uma gestão anual um projeto seria melhor desenvolvido por pessoas que o acompanharam desde o início”, finalizou Laura. O projeto ainda será apresentado para os alunos do curso de jornalismo e votado pelos mesmos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *