12 trabalhos são selecionados pela Unesp Bauru para o EXPOCOM

Fotografia e documentário são algumas das categorias dos trabalhos selecionados

Por Laís Semis

A Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação (EXPOCOM) acontece neste ano nos dias 12, 13 e 14 de maio, reunindo trabalhos e pesquisas de diversas áreas da comunicação, dividindo-os em categorias como produções multimídias, livros-reportagens, revistas e outras produções envolvendo jornalismo, publicidade e produção editorial.

Um dos trabalhos selecionados pela Unesp para o EXPOCOM é um ensaio fotográfico produzido pelo aluno do 7º termo de Jornalismo, Gustavo Stevanato, intitulado “Vou me Afogar Feliz Neste Verão”. O ensaio foi baseado na crônica de mesmo nome produzida pelo próprio aluno sobre como a moda se torna difícil no verão, pelas poucas peças utilizadas. O questionamento da moda de verão surge não só em interrogar o porquê das pessoas usarem determinadas peças de roupa na estação, mas também em descobrir o motivo disso estar sendo colocado a elas.

Diferente do que se pode imaginar a respeito de um ensaio fotográfico combinando moda e verão, não existem garotas de biquínis, óculos de sol e chapéus grandes nas fotos de Stevanato. Apenas uma garota solitária vestindo roupas com tons escuros dentro de uma piscina de plástico. “A idéia era dizer que você não precisa ficar pelado no verão… era usar tecidos que dessem movimentos, cores e até sobreposições”, Gustavo explica seu trabalho. “Colocando a menina dentro da piscina, os tons mudam e contribuem com o movimento. O conceito do verão é muito mais a idéia de movimento, que dá a sensação de leveza… mas você não precisa estar com duas peças. Precisa apenas se sentir leve”.

O trabalho “Vou me Afogar Feliz Neste Verão” foi um ensaio que integrou o Projeto Acadêmico de Pesquisa em Moda Retro. Magazine.

O Doc Repórter
Com o objetivo de expor assuntos com maior abrangência para os ouvintes da Rádio Unesp Virtual, surgiu o “Doc Repórter”. Em um estilo documental, ele procura explorar diferentes vertentes de um tema central durante os 30 minutos de duração quinzenais. A equipe do “Doc Repórter” é formada por 2 editores e 10 repórteres, além do formato radiofônico do programa, ele também tem uma extensão na forma de blog.

“Divulgar uma idéia e abordá-la de vários ângulos é o foco do nosso projeto”, diz uma das alunas responsáveis pela idealização do “Doc Repórter”, Lígia Gabriela, do 3º termo de Jornalismo. “O rádio documentário é uma forma de aprofundar determinado assunto e tem como base, técnicas de reportagem e entrevista. Os recursos sonoros e entrevistas servem também de entretenimento e bagagem cultural para o ouvinte e todos envolvidos no processo de criação”.

Embora o EXPOCOM possa parecer acadêmico demais, na verdade, ele é apenas uma exposição de trabalhos que envolvem a comunicação.  “Por achar que se tratasse de um evento fechado para discutir a comunicação, em um sentido mais acadêmico, eu nunca participei. Eu não sabia que eram aceitos produtos”, conta Gustavo que participa pela primeira vez do evento em seu último ano de faculdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *